Saltar para: Post [1], Pesquisa e Arquivos [2]

Agora somos 7

Um blog para a partilha de dicas e interesses de uma família de 7 (cães à mistura) em diversas áreas.

Agora somos 7

Um blog para a partilha de dicas e interesses de uma família de 7 (cães à mistura) em diversas áreas.

Rubrica Tecnologia #6 - Criar Clan com critério

Olá a todos.

 

Eu sendo um bocado competitivo por natureza e gostando de jogar computador sempre tive uma predisposição a procurar clans para poder passar a minha forma de jogar para outro patamar.

 

No último jogo que estive a sério (Combat Arms) fui eu o fundador do clan chamado Ph0bia, digo fundador e não líder porque apesar de ser eu a ter a palavra final era gerido de forma mais aberta e todos tinham autoridade para tomar decisões.

 

Já agora para quem está a ler e não sabe o que é um clan é o mesmo que dizer equipa.

cl.png

Consegui juntar um grupo que funcionava como um relógio suíço....menos o R0dtex...esse deixava-me com cabelos brancos e rouco de tanto berrar!

Durante a nossa existência fomos o melhor clan em Portugal e chegamos a ser top 5 europeu, mas até chegar a esse patamar foi um processo moroso.

 

Para se poder almejar a chegar alto é preciso a meu ver seguir alguns passos.

 

1º Ter disponibilidade, porque se queremos levar isto a sério temos de ter tempo.

 

2º Conhecer a comunidade do jogo. Andar em servidores públicos a jogar e adicionar a malta que consideramos jogar bem, criar "connects" com jogadores.

 

3º Angariar jogadores. Isto tem de ser feito com cuidado, há pessoal que é bom a jogar em públicos mas não sabe jogar em equipa, ou até pode ter grandes "skills" mas ser conflituoso, não saber perder e destabilizar o grupo.

Agora que já temos um grupo de pessoas conhecidas que sabemos como jogam e existe uma relação com elas é hora de apresentar o projecto e sondar individualmente para ver a abertura para a criação de um clan, a minha sugestão é, começar por convidar do melhor jogador para o pior, se conseguirem garantir alguém influente dentro da comunidade é meio caminho andado para conferir ao novo clan alguma credibilidade e tornar o projecto mais aliciante aos futuros jogadores.

 

4º Quantidade é o oposto de Qualidade. O Combat Arms é um jogo que habitualmente se joga 5vs5, e vi clans com 20 e mais jogadores, para aquilo que eu queria era gente a mais, apontei para os 10 ou 13 jogadores, é aqui que entra o passo nº1, palavra chave "Disponibilidade".

Porquê um grupo "pequeno"? Fácil, permite a criação de rotinas, se temos 20 gajos a querer jogar e a entrar e sair não existe entrosamento.

 

5º Treinar. Definir posições, ver onde cada um se sente mais confortável para podermos optimizar os recursos que temos disponíveis, ir para os mapas ver onde fica cada um e saber para onde temos de ir quando cada um quando o colega é eliminado, quem manda as granadas e por onde elas vão, ou seja estudar todos os detalhes porque é neles que está habitualmente a vitoria.

 

6º Praticar. No ponto anterior vimos a táctica e posicionamentos, agora é dar uso para ver como funciona, para isso existem as chamadas pcw's (practice clan wars), a minha sugestão é começar contra equipas fracas para poderem ganhar experiência e ajustar, e gradualmente ir subindo de dificuldade.

 

7º Acção. Temos tudo encaminhado, agora é inscrever em ligas, quando jogava DoD era a CB(clan Base) e no Combat Arms na ESL(Electronic Sports League)

 

 

Como Líder de um clan passa por vocês o exemplo daquilo que querem do vosso grupo, se é para o "fun" ou se é para ser competitivo, mas tentem ser assertivos, e ter sempre em mente que estamos a lidar com pessoas e egos, ser analíticos e tentar compreender as situações, eu não tinha problemas em ficar de fora do lineup (os 5 que iam a jogo) se estivesse alguém melhor que eu online, da mesma forma que também não tinha problemas em tirar do lineup um jogador que estivesse em baixa de forma ou não se adequasse ao adversário que íamos defrontar.

 

Partilhem as vossas experiências nos comentários, o que jogaram onde jogaram e até onde foram.

 

Abraços

 

By o marido!