Saltar para: Post [1], Pesquisa e Arquivos [2]

Agora somos 7

Um blog para a partilha de dicas e interesses de uma família de 7 (cães à mistura) em diversas áreas.

Agora somos 7

Um blog para a partilha de dicas e interesses de uma família de 7 (cães à mistura) em diversas áreas.

Hoje falamos de Aveia!

beneficios-da-aveia-grão-fases.png

Está na moda ou por coincidência oiço falar muitas vezes...Até as colegas da minha sobrinha (com 15anos) levam para comer na escola papas de aveia! No meu tempo era pão e iogurte!

 

Por aqui compramos flocos de aveia e para os bolos uso o robot de cozinha para transformar em farinha.

 

Mas como precisava de saber mais sobre a Aveia...e a grande dúvida que vejo é se tem ou não Glúten (mais abaixo) partilho o que descobri!

 

Do site: http://www.vidaativa.pt/a/aveia/

 

Desvalorizada durante muitos anos por alguns países, onde era utilizada apenas como alimento para animais, a aveia tem características que lhe conferem o título de superalimento.

 

Sendo um dos hidratos de carbono complexos mais interessantes do ponto de vista nutricional, é um ótimo alimento a incluir ao pequeno-almoço e em refeições intermédias. Veja o que este cereal pode fazer por si.

 

8 BENEFÍCIOS DA AVEIA

 

Emagrece

Regula os níveis do colesterol

Regula o intestino

Regula os valores de açúcar no sangue

Controla a pressão arterial

Reduz o risco de cancro do cólon

Anti-inflamatória

Energética

 

Do site: https://melhorcomsaude.com/beneficios-consumir-aveia-diariamente/ retiro:

 

Como consumir a aveia

 

Estas são as melhores formas de adicionar um maravilhoso cereal como a aveia na nossa dieta diária:

 

Vitamina de aveia: adicione no liquidificador uma maçã, uma banana, uma pera, leite ou iogurte, junto com algumas colheradas de aveia e bata bem. Esta deliciosa bebida pode ser consumida a qualquer momento do dia para que seu corpo se sinta mais saudável. Adoce com açúcar se for necessário.

Panquecas: pode ser salgada ou doce, de acordo com suas preferências. Faça com um pouco de aveia e leite, e depois recheie com vegetais e temperos, com geleia, doces etc.

Pão de aveia: é um pão integral realmente delicioso, você pode adicionar canela e noz moscada e não se esqueça de colocar levedura para que cresça no forno. Você também pode colocar uvas passas, sementes, nozes, chocolate etc.

Biscoitos de aveia: são uma excelente opção para o lanche da tarde, existem variedades com coco, amêndoas ou nozes.

Ingredientes de saladas: pique cebola, tomate, batatas fervidas, pepino, alface, rale cenouras, e o toque especial: aveia em grãos, que deve ser cozida (se desejar com sal), por 25 minutos, coada e lavada com água fria.

Para empanar vegetais ou carnes: no lugar de usar farinha de rosca ou farinha de trigo, você pode utilizar a aveia para fazer milanesas de berinjela ou abóbora, de frango, peixe, carne etc.

No café da manhã: é o mais popular. A aveia é colocada crua em flocos sobre o leite ou o iogurte, alguns o fazem diretamente no suco de laranja. Ajudará a evitar a constipação e trará muita energia para o dia inteiro.

 

Por fim se tem Glúten ou não? Do site: http://lifestyle.sapo.pt/saude/peso-e-nutricao/artigos/aveia-sim-ou-nao deixo:

 

De acordo com a Associação Portuguesa de Celíacos (APC), a inclusão de aveia numa dieta isenta de glúten, apta a doentes celíacos, é uma questão bastante controversa a nível internacional. Isto porque, nos países nórdicos, este cereal é cultivado e comercializado em estado puro, ou seja, isento de glúten, o que não se verifica no sul e centro da Europa. «Em Portugal, a aveia é cultivada e processada juntamente com o trigo, fazendo com que esta esteja desde logo contaminada com glúten. Não é possível encontrarmos um único produto feito apenas com aveia que seja isento de glúten pois todos incluem trigo ou outro cereal com glúten na sua composição», esclarece Rita Jorge, dietista da associação. Como tal, quando comprar aveia ou algum produto que a contenha, certifique-se de que não contém nenhum vestígio de glúten. A legislação estabelece a obrigatoriedade de fazer uma referência clara no rótulo ao nome de qualquer ingrediente que seja utilizado na produção de um género alimentício e que continue presente no produto acabado quando se trata de cereais que contêm glúten, nomeadamente trigo, centeio, cevada, aveia, espelta, kamut ou as suas estirpes hibridizadas e produtos à base de cereais.