Saltar para: Post [1], Pesquisa e Arquivos [2]

Agora somos 7

Um blog para a partilha de dicas e interesses de uma família de 7 (cães à mistura) em diversas áreas.

Agora somos 7

Um blog para a partilha de dicas e interesses de uma família de 7 (cães à mistura) em diversas áreas.

De qual filho gosto mais?!

Tenho 2 filhos, o Gustavo com 16 meses e a Gabriela com 4 anos...

1.png

Há quem pense que gosto mais do Gustavo...talvez porque quando falo dele a minha cara se ilumina, o meu peito se enche de ar e a boca diz.. " ai, ele é tãooooo lindo!!!"

 

Mas digo tantas vezes o mesmo sobre a Gabriela..talvez mais em pensamento ou somente a ela...naquele momento do dia em que a tiro do banho, enrolo-a na toalha e limpo aqueles olhões com umas pestanas gigantes e num tom castanho esverdeado (iguais aos do pai). Ou quando me sorri em jeito de traquinice e faz umas covinhas suaves, ( iguais às do pai),... ou quando dorme a meu lado de mão dada e damos beijinhos à esquimó...

 

O menino , claro é um bébé, começa a dar os 1º passos a mostrar a personalidade...pelo que não teria muito a dizer, a não ser que era lindo de morrer!

 

Sou diferente com os dois...eles tambem o são...já para não falar do problema ciúmes!

 

Muita gente acha que sou a preferida da minha mãe...mas nunca me senti como tal, a minha mãe chega ao exagero de ser tão justa que se for preciso nos dá presentes iguais, mesmo tendo nós 10 e 7 anos e diferença e gostos distintos. Só que uma irmã é explosiva, a outra recatada e eu comunicativa/empática...por isso consigo extrair o melhor da minha mãe e parecer que sou a favorita!

 

o que diz a ciência sobre o assunto?!

 

Normalmente, os pais dizem aos filhos que não têm um preferido. Agora há um estudo que os desmente.

Os pais garantem que gostam de todos os filhos por igual, mas isso pode não ser bem assim.

Num estudo citado pelo Huffington Post, a socióloga Katherine Conger confirmou o que já se suspeitava: afinal sempre há um filho favorito.

A investigadora e a sua equipa analisaram os hábitos de 384 famílias em que dois irmãos tinham de ter, no máximo, quatro anos de distância.

O estudo, publicado no Journal of Family Psychology, conclui que 74% das mães e 70% dos pais têm preferência por um dos filhos. Ainda que não revelem por qual dos irmãos recaia a preferência.

A investigação conclui ainda que os irmãos desconfiam sempre que os pais gostam mais do outro do que dele próprio.

Do site: https://sol.sapo.pt/artigo/541761/afinal-os-pais-t-m-mesmo-um-filho-preferido

 

A ciência lá sabe...por aqui permanecemos na dúvida!