Saltar para: Post [1], Comentários [2], Pesquisa e Arquivos [3]

Agora somos 7

Um blog para a partilha de dicas e interesses de uma família de 7 (cães à mistura) em diversas áreas.

Agora somos 7

Um blog para a partilha de dicas e interesses de uma família de 7 (cães à mistura) em diversas áreas.

Amamentar ou não...

Antes de mais acho que todos devem tentar... 

images.jpg

 

No meu caso tentei e desesperei e insisti e falhei!

 

Na 1ª gravidez andei nas aulas pré-parto e com toda a informação achava que sabia tudo e estava mais que preparada.

 

Mas depois de vir do hospital é que foram elas...lembro-me de uma vez estar a chorar e o marido  acordar e perguntar se estava a chorar de felicidade...e não, não estava! A miúda estava a chorar com fome numa sensação que me deu de que tinha acabado de a deitar! Porque era mesmo assim...30/40 min a mamar, mudar a fralda, embalar deitar e acordar de novo para tudo recomeçar.

 

A subida do leite...ou descida sei la...valha-me nossa...O peito duro e encaroçado...mamava num peito o outro escorria igualmente...a roupa nem podia tocar...o mamilo de silicone aliviava mas não fazia milagres, mal lhe podia pegar ao colo, o sentimento de culpa quando tinha cólicas mesmo com todo o cuidado na alimentação... Tentei pomadas mas sem efeito...até que começou a mamar mesmo sangue e achei por momentos que iria ficar sem mamilo de tão feia que estava a coisa!

 

Ao fim de um mês nisto a Gabriela pesava o mesmo com que nascera...3.120kg e não defecava sozinha.

 

A minha mãe insistia para dar leite em pó..que todas nós beberamos (somos 3 filhas). E assim foi...começou a engordar a olhos vistos...e a ser regular nas fezes. Continuei a dar leite meu até aos 7 meses, mas tirava com uma bomba.

 

Mas não sei se estão a ver a logística...esterilizar tudo d abomba mais biberões a cada retirada de 3h em 3h, 40 min a tirar com bomba para depois beber em 5min...as tarefas de casa a acumular...na altura também não tínhamos máquina de lavar loiça...então basicamente dei em louca. Já aqui contei um bocadinho no post Depressão Pós Parto.

 

Agora disse logo...tenho muita pena Gustavo mas não! Preciso da minha sanidade mental e ter energia para tomar conta de todos!

 

Durante a gravidez todas as enfermeiras com que me fui cruzando insistiam para que eu voltasse a dar de mamar, que desta vez poderia correr bem...claro que eu perguntava de imediato e se não correr?! A minha menina ainda só tem 3 anos também precisa muito de mim!

 

No dia do parto, falei à médica e a todos que me fui cruzando e ninguém questionou os porquês - adorei! Deram-me um comprimido para secar o leite e sempre que achava que estava na hora dele comer tocava a campainha e lá me traziam um biberão. Só no dia da alta a pediatra me questionou e depois falámos sobre o leite que ele iria beber.

 

E assim foi a minha experiência, mas sei de pessoas com grande sucesso e de outras que mesmo sofrendo na 1ª gravidez na segunda fizeram igual e sofreram de novo! Vai das sortes...sei lá!

 

5 comentários

Comentar post